quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Salão 2 rodas 15/11/2017

Ontem fomos no pavilhão da Imigrantes visitar o Salão 2 rodas ,  cada um em sua moto, chegando lá percebi a mancada de ter que pagar o estacionamento para 2 motos. Ai já era tarde, vivendo e aprendendo. Consegui pagar meia entrada com o holerite de professora. Foi bem salgadinho. Mas valeu a pena o passeio. Tantas marcas famosas. quero parabenizar os organizadores da Harley Davidson por ter dado charme e elegância com banda de rock de primeira qualidade,  sem falar de suas máquinas.
Fiquei decepcionada com a Honda e Yamaha por terem apenas motos esportivas, urbanas, vejam só não tinha nenhuma estradeira, nem a shadow. A Yamaha trouxe apenas uma estradeira a Rebel porém não está a venda no Brasil. Onde já se viu a Honda e a Yamaha esquecer de um público tão específico e charmoso.
A Susuki me surpreendeu um pouco porém a Boulevard estava muito feia não tinha cara de estradeira. O que salvou um pouco foram as Chopper Haojue, fiquei um pouco triste por não ter mais a Intruder..
Com relação a minha preferência pelo tudo que vi A Amazonas está um espetáculo, considero a número 1 em elegância, charme, retrô ou seja, se pudesse comprar uma moto nesse dia com certeza seria a Amazonas. Em segundo lugar para mim ficou a Royal Enfield, amo esse estilo de moto, parece artesanal, lembra as motos da primeira guerra mundial, show de elegância e ainda por cima motor 500 que é a que eu estou procurando no futuro.
Confira as fotos que tiramos e espero estar contribuindo e recebendo opiniões experientes.
Meu coração não bate, ronca.









































sexta-feira, 1 de setembro de 2017

1 ano de Medusa

No dia 31 de agosto de 2016  fui convidada pela Bruna( presidente do MC Medusas) a fazer parte de um grupo bem seleto de mulheres motociclistas. Eu já tinha vontade de entrar nesse moto clube alguns meses antes do convite. Fiquei dois anos pesquisando um moto clube que me desafiasse a melhorar o meu modo de ver o mundo , a superar medos e preconceitos. A diretora Néia já havia me convidado para conhecer e eu fui na casa da integrante Maga para participar e sentir na pele o peso da responsabilidade. Fiquei com medo e decidi esperar o momento mais propício. Desde então tenho passado por alguns desafios, desafiando o medo e evoluindo enquanto mulher. Meu primeiro evento Oficial foi ir para Curitiba no aniversário do Moto Clube Morlocks. Lá conheci a diretora da Subsede Paraná Fernanda e a Pretendente Cris. Fiquei muito emocionada e ainda estava me recuperando de uma cirurgia. Venho participando de muitos eventos motociclista e conhecendo as minhas irmãs da subsede São Paulo. No carnaval de 2017 Fomos para uma reunião em Monte Santo de Minas na casa da integrante Maria, lá Elô, Maria e eu saímos da condição de pretendentes para Próspera. Ainda estou subindo degraus para a minha evolução e no momento certo serei Meio Escudo e depois terei o colete fechado. O moto clube é muito sério e ético, cada uma de nós luta para conquistar não somente o brasão e sim o respeito e admiração de todas não somente diretoras e presidente e vice presidente. A admiração de todas as integrantes é fundamental. Pode levar o tempo que for, estarei aguardando e conquistando meu lugar ao sol. Vida Longa Medusas.