sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Pretendente das Medusas

Esse ano tem sido um marco divisor de tudo que acredito e gosto nessa vida. Redescobri uma antiga paixão: a MOTO.
No dia 31 de agosto entrei oficialmente nas Medusas Moto Clube mas a minha paixão começou um pouco antes,  mais de um ano no final  de 2014. Alguns eventos que eu ia acompanhada com o meu esposo observava algumas integrantes das Medusas. A primeira que conheci foi a Tábata ela era pretendente. Conversava com ela, me dava muita atenção, menina super educada e meiga. Assim,  com o passar do tempo ,minha curiosidade aumentava. Depois conheci a presidente Bruna durante um evento no América do Sul em Diadema, fiz meu esposo me apresentar a ela umas 5 vezes rsrsrsrsrs. Depois conheci a Néia no evento dos  Dragões Unidos em SBC. Sempre observei e respeitei todos os moto clubes principalmente os femininos, no caso das  Medusas foi paixão a primeira vista. Me identifiquei com a postura de todas elas em todos os eventos que conseguia encontrá-las. No mês de maio em 2016 a diretora Néia me convidou para conhecer o grupo da Subsede São Paulo, foi em São Caetano. Fiquei admirada ainda mais pelas meninas : Danny, Maga, Samira e Anne. Foi um momento muito importante, divisor de águas. Pedi um tempo para pensar pois para ser Medusa precisa ser motociclista de verdade, ter moto e carta. Eu tinha tudo isso só me faltava mais experiência no trânsito e no manejo da moto. Meu esposo me apoiou em todo o processo. Sua influência positiva foi forte e estimulante.Eu estou bem melhor porém ainda me falta mais segurança enquanto pessoa responsável.Recebo muito apoio das Medusas, e assim minha motivação vem crescendo. Fazer parte de um grupo que colabora e apoia não tem preço. Vida longa Medusas

Moto Clube Dragões Unidos SBC  22/05/2015


Aniversário de 10 anos do Moto Clube Medusas  22/05/2016




  Aniversário do Moto Clube Cavaleiros do Templo 5/06/2016


25/09/2016 Minha primeira participação na reunião das Medusas, dia em que fiz minha ata para o Moto Clube. Sempre fiz atas na minha vida profissional mas desta vez tremi nas bases, fiquei bem  feliz pela responsabilidade.


quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Caminhar é preciso

Voltei com o entusiasmo à procura de um curso para aprimorar meus conhecimentos. Quanto mais avanço na técnica mais conhecimento acadêmico vem sendo exigido. Preciso aprender novas ferramentas e melhorar o aprendizado das antigas. Ao mesmo tempo que estou retornando a pilotar minha moto procuro desenvolver habilidades que serão úteis em todos os setores da minha vida. Só que infelizmente não posso pagar os cursos que gostaria de fazer, então vou sobrevivendo com os tutoriais do youtube e da ajuda de meus colegas nos grupos de whatsapp que participo. a tecnologia da informação e comunicação segue lado a lado comigo, não tem como reduzir isso, a minha profissão exige que eu conheça o mundo virtual e desfrute do conhecimento que ele oferece. Minha Merida é uma tecnologia que me ensina muito. Ela me ensina a vencer o medo, me ensina a ter responsabilidade e conduta ética. Comecei a conhecê-la e a reconhecê-la. A moto me mostra o caminho do conhecimento, é uma flecha e eu sou o seu arco.

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Ei moça, pare com isso!

Ouvir as opiniões alheias sobre um assunto que toca a sua ferida num primeiro momento te faz sofrer, te faz ficar numa espécie de luto. Durante 3 dias fiquei de luto, mas aprendi que a cada sentimento negativo que aparece troque-o por um positivo que redireciona o seu foco. É o que estou fazendo agora.

Felicidade e redes sociais

Assista o vídeo palestra do professor Leandro Karnal que faz uma excelente reflexão sobre o assunto.






quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Diário de uma sobrevivente

Hoje eu troquei o nome diário de uma sobrevivente por caminhos da Credelania. A palavra sobrevivente refere-se ao seriado e quadrinhos The Walking Dead. Estou esclarecendo novamente isso pois ouve muita má interpretação mesmo eu já ter explicado isso no facebook , twitter e google mais. Eu adoro The Walking Dead e me sinto parte desta história.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Olhos que não vêem

Na sexta-feira passei por uma cirurgia de crosslink por causa do problema que tenho na córnea. Basicamente é uma cirurgia tranquila se comparada com outras de maior gravidade. Mas durante o procedimento, tive uma agonia muito grande, quase me deu pânico por causa da escuridão total que aconteceu devido a substância que era colocada em meus olhos de três em três minutos. Só me acalmei por causa da médica que pegou a minha mão e começou a me tranquilizar. Hoje estou com muito embaçamento e a visão parece torta, estou escrevendo com ajuda. Não quis esperar muito tempo pois poderia esquecer de alguns detalhes.  Passado essa fase retornarei ao hospital para a realização do mesmo procedimento porém no olho direito. Estou muito ansiosa pois acabou atrapalhando o meu treino na moto.
Segue abaixo o link explicando a cirurgia:
http://www.iorj.med.br/cross-link-de-cornea-cxl/

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

O domínio da tecnologia comandada por mim mesma

Boa tarde.

O domínio da tecnologia principalmente  tem se baseado através de experimentação e estudos. A curiosidade também é importante, mas as dificuldades e os problemas te incitam a procurar melhores alternativas para resolução. Nada vem de graça, você tem que ir atrás, abrir a sua boca, abrir os seus olhos usar as suas mãos. Busque que você encontrará.